CINEMA | Serra Gaúcha vira cenário do filme de Selton Mello

As gravações do novo longa-metragem de Selton Mello, “O Filme da Minha Vida”, aconteceram em Garibaldi, nos últimos dias. O cenário é a residência da família Bongiorno, em São Luiz do Araripe. O local será a casa fictícia de Nicolas, interpretado pelo ator frânces Vincent Cassel, conhecido por suas atuações em “Cisne Negro”, “Irreversível” e a “Bela e a Fera”. O ator global Johnny Massaro também participa das gravações.

Os proprietários da casa, Domingos e Itelvina Buongiorno, afirmam a felicidade em ajudar na produção de Selton Mello. “Para nós, é uma alegria emprestarmos nossa casa para as filmagens. Ficamos orgulhosos em contribuir com a divulgação do município e da Serra Gaúcha”. De acordo com a produção do filme, foi o próprio Selton Mello que, ao passar por Araripe em busca de locações, escolheu o local. A casa já foi cenário de gravações anteriormente com o filme “A Casa Verde”, dirigido por Paulo Nascimento, em 2007.
O proprietário do carro antigo utilizado nas gravações de hoje, um Ford de 1949, Ronaldo Scomazzon, também se disse feliz em poder ajudar. “É uma satisfação ver meu carro numa produção importante e ajudar a divulgar o nome de Garibaldi”.

De acordo com o produtor Glauco Urbim, a busca de locações para o filme iniciou ainda em junho do ano passado. Além de Garibaldi, as filmagens ocorrem nas idades de Cotiporã, Veranópolis, Bento Gonçalves, Farroupilha, Monte Belo do Sul e Santa Tereza. A estreia está prevista para o primeiro semestre de 2016.

“O Filme da Minha Vida” é uma coprodução com a MGM International por meio da Lei do Audiosivual/Ancine, tem o patrocínio da Brasil Kirin por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e conta com investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual/Ancine por meio do BRDE e da Rio Filme. A Prefeitura de Garibaldi e a a Garibaldi Film Commission são parceiras da produção.

A produção
O filme é inspirado no livro “Um Pai de Cinema”, do escritor chileno Antonio Skármet, também autor da consagrada obra “O Carteiro e o Poeta”. A adaptação para o roteiro foi realizada por Selton, que também atuará na produção, e por Marcelo Vindicatto.
Ambientado no sul doBrasil, na década de 1960, a história é sobre a reestruturação de uma família e o rito da juventude para a maturidade. O filme mostra processo de amadurecimento do jovem Tony (Johnny Massaro), sua relação próxima com a mãe e a ausência do pai – o francês Nicolas (Cassel). De volta à cidade de Remanso, onde mora sua família, ele é recebido com a notícia de que o pai voltou à França. Ao mesmo tempo, Tony começa a dar aulas e tem que lidar com seus alunos adolescentes. Selton interpreta Paco, o amigo de Tony e da família. Também estão no elenco Bruna Linzmeyer, Rolando Boldrin, Ondina Clais, Beatriz Arantes, João Prates, Erika Januza, Martha Nowill e Antonio Skármeta, em participação especial.

A Garibaldi Film Commission
A organização tem por objetivo captar produções audiovisuais, nacionais e estrangeiras, de todos os formatos e conteúdo para o município. De cunho privado ou não, uma film commission colabora gratuitamente com empresas e profissionais do setor cinematográfico, incrementando a economia e o turismo local, e em muitos casos age como uma ferramenta de marketing para o território que representa.

Elenco
Vincent Cassel – Nicolas
Selton Mello – Paco
Johnny Massaro – Tony
Bruna Linzmeyer – Luna
Rolando Boldrin – Giusseppe
Ondina Clais – Sofia
Beatriz Arantes – Petra
João Prates – Augusto
Erika Januza – Tita
Martha Nowill – Camélia
Antonio Skármeta – Eseban Coppeta

Ficha Técnica
Direção: Selton Mello
Roteiro: Selton Mello e Marcelo Vindicatto
Produção: Vania Catani
Produtores Executivos: Leonardo Edde e Vania Catani
Co-produtor: Selton Mello
Diretor de Fotografia: Walter Carvalho
Diretor de arte: Cláudio Amaral Peixoto
Figurino: Kika Lopes
1ª Assistente de direção: Kity Féo
Trilha Sonora: Plinio Profeta
Produtora de elenco: Simone Butelli
Realização: Bananeira Filmes
Distribuição: Europa Filmes / MGM

Crédito das fotos: Alexandra Ungaratto

  • Selton Mello e Walter Carvalho
  • Selton Mello, diretor do longa

Gostou? Deixe um comentário: