GASTRÔ | Quero Mais: da antiga confeitaria ao moderno bistrô

As casas originais agora são exclusivas pra eventos

Ela não é nova, mas vive se renovando. Nasceu pra ser confeitaria, virou também cafeteria e bistrô. Há 25 anos, a Quero Mais se instalou no bairro Menino Deus, em Porto Alegre (RS), pra não mais sair. Foi incorporada ao bairro e, como ele, se modernizou. Virou ponto de encontro dos moradores – e mesmo os mais conservadores precisam admitir: manteve a qualidade e as características originais depois de quase dobrar de tamanho.

É que, até pouco tempo atrás, a confeitaria ocupava duas antigas casas da Rua Botafogo. Eram nelas que os clientes eram recebidos pros lanches, almoços e eventos… sem contar nos que iam ali só pra encomendar alguns de seus famosos salgados, doces e bolos. O espaço ficou pequeno pra tanta gente, e as proprietárias – uma mãe e suas três filhas – compraram uma terceira casa, de esquina, e fizeram dela mais um atrativo.

Quero Mais 08

As casas originais agora são exclusivas pra eventos (fotos: Quero Mais)

As duas antigas casas, com interior de tijolos à vista e móveis de madeira, ainda estão lá, geralmente enfeitadas e bem decoradas, recebendo eventos. A nova, toda envidraçada, com mesas e cadeiras coloridas, virou sede da cafeteria e do bistrô… porque nem só de doces e salgados a confeitaria se mantém, mas de almoços também. E é sobre eles que a gente quer falar hoje.

A nova casa: o estilo mudou, mas os doces e salgados continuam os mesmos (foto: Quero Mais)

Nova casa: o estilo mudou, mas os doces e salgados continuam os mesmos

De segunda a sábado, das 11h30 às 14h30, a confeitaria e cafeteria dá lugar ao bistrô. O menu muda a cada semana (você encontra no site). Mas nem precisa consultar – é sempre delicioso! Pra quem tem medo de pratos feitos, esses são bem servidos e bem apresentados. São sempre duas opções de pratos principais, acompanhados de entrada, salada e sobremesa. Durante a semana, custam R$ 28,90. Aos sábados, R$ 35,90.

Quer um exemplo? Foca nas fotos:

Nesse dia, a entrada eram palitinhos de queijo (ali ao fundo), e a salada, folhas verdes, pepinos e frutas.

Nesse dia, a entrada eram palitinhos de queijo (ali ao fundo), e a salada, folhas verdes, pepinos e frutas (fotos: As Boas Coisas da Vida)

O prato principal dava pra escolher entre: massa com molho de camarão ou filé com molho madeira, arroz (integral ou branco com amêndoas) e rosti de batata com bacon. Fui nesse e pirei! Ah, a cumbuca de feijão é opcional, mas vale a pena pedir.

O prato principal dava pra escolher entre: massa com molho de camarão ou filé com molho madeira, rosti de batata com bacon e arroz (integral ou branco com amêndoas). Fui nesse segundo e comi até limpar o prato! Ah, tem mais a cumbuca de feijão, que é opcional. E tem sempre o suco do dia – esse não lembro do que era, mas sempre é uma mistura de várias frutas.

A sobremesa, nesse dia, era bombom de morango. Como me avancei, não deu tempo de tirar foto pra registrar. Mas essa foto aí em cima não é meramente ilustrativa: é o copinho de negrinho com branquinho, sobremesa de outro almoço que fiz lá.

A sobremesa, nesse dia, era bombom de morango. Como me avancei, não deu tempo de tirar foto. Mas o registro aí em cima não é meramente ilustrativo: é o copinho de negrinho com branquinho, sobremesa de outra orgia gastronômica que fiz por lá.

Sobrou espaço? Então a dica é um expresso ou um pingadinho... que ainda vem com um negrinho (OMG!).

Pra aqueles cujo almoço nunca termina sem um café, a dica é um expresso ou um pingadinho… que ainda vem com um negrinho (OMG!).

Quer mais dicas de onde almoçar? Então acessa aqui:
GASTRÔ | Almoço na casa da Famiglia Facin
GASTRÔ | Um viagem ao Peru através dos pratos do Muju
GASTRÔ | Usina de Massas: o restaurante e as sacolinhas

Siga nosso Canal no Youtube 😉

Gostou? Deixe um comentário: