NEWS | Ibravin recebe alunos da Organização Internacional do Vinho e profissionais da revista Decanter

Jornalistas ingleses brindaram com produtores da Serra Gaúcha e deram sugestões para qualificar ainda mais a produção vinícola (foto: Martha Caus)

Profissionais de países da Europa e da Ásia visitaram vinícolas da Serra e da Campanha Gaúcha. Jornalistas ingleses estiveram no Brasil a convite da Eno Cultura.

Doze profissionais do curso de mestrado da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e outro grupo formado por profissionais da revista inglesa Decanter estiveram no Rio Grande do Sul para conhecer de forma mais aprofundada os vinhos brasileiros. Entre segunda-feira (22) e quarta-feira (24), os grupos foram recebidos pela equipe do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), visitaram vinícolas em diferentes regiões e participaram de degustações.

As diretoras de Publicação e Degustação da Decanter, Sarah Kemp e Christelle Guibert, respectivamente, e o Master of Wine Peter Richards – responsável pelos mercados do Chile e Brasil – vieram ao Brasil a convite da empresa Eno Cultura, que promove palestras e ministra cursos profissionalizantes de reconhecimento internacional, entre os quais, da instituição inglesa WSET (Wine & Spirit Education Trust).

Após os dois dias de visitas e degustações, Richards afirmou que o Brasil tem um enorme potencial. “Definitivamente o Brasil estará entre os principais produtores mundiais de vinhos de qualidade. O produtor brasileiro precisa experimentar e conhecer melhor o que se faz no resto do mundo, assim terá condições de evoluir e construir com mais segurança sua própria identidade“, reforçou.

Para Sarah, são os espumantes os produtos com maior capacidade para conquistar o mercado externo. Mesmo com apenas dois dias na Serra Gaúcha, a diretora da Decanter não esperava encontrar tanta diversidade e uma indústria com tanta energia. “Gostaria de voltar em alguns anos pois sei que nesses próximos anos está para acontecer uma revolução na indústria vinícola brasileira“, previu.

Jornalistas ingleses brindaram com produtores da Serra Gaúcha e deram sugestões para qualificar ainda mais a produção vinícola (foto: Martha Caus)

Jornalistas ingleses brindaram com produtores da Serra Gaúcha e deram sugestões para qualificar ainda mais a produção vinícola (foto: Martha Caus)

Na segunda (22), os alunos de mestrado da OIV degustaram 30 vinhos das principais regiões produtoras brasileiras e puderam provar a diversidade e a qualidade dos produtos verde-amarelos. O painel organizado pelo Ibravin foi conduzido pelo sommelier Maurício Roloff, que também fez uma apresentação institucional e tirou dúvidas dos participantes. “Para a maioria, foi o primeiro contato com vinhos brasileiros, e ficou claro que eles ficaram bem impressionados pela qualidade dos vinhos. Essa é uma característica dos nossos rótulos: a capacidade de surpreender“, resumiu Roloff.

O sul-coreano Winston Kim elogiou os vinhos elaborados no país e agradeceu pela degustação ter sido tão ampla e representativa das diversas regiões. “Foi uma ótima oportunidade para a conhecê-los. Gostei muito dos brancos e dos espumantes, achei todos muito equilibrados“, analisou, enquanto a francesa Capucine Dentraygues afirmou que todos os vinhos provados têm padrão de qualidade internacional.

Além da sede do Ibravin, o grupo da OIV visitou vinícolas em Garibaldi e Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, e empresas localizadas na Campanha Gaúcha. Entre os dois grupos, foram visitadas 12 vinícolas. Os profissionais da Decanter degustaram rótulos de 22 vinícolas.

Grupo de mestrandos elogiou os rótulos degustados em painel apresentado pelo Ibravin (foto: Cassiano Farina)

Grupo de mestrandos elogiou os rótulos degustados em painel apresentado pelo Ibravin (foto: Cassiano Farina)

Em outubro, o Brasil será sede da 39ª edição do Congresso Mundial do Vinho (como já publicamos aqui), organizado pela OIV.

 

Gostou? Deixe um comentário: