NEWS | Vinhos portugueses conquistam bom resultado na pontuação Robert Parker

filipa-pato-nossa-calcario-tinto

Os enólogos portugueses Filipa Pato e João Soares têm muitos motivos – mais
de 90 – para comemorar. Isso porque vinhos desenvolvidos por eles acabam de
ganhar expressivas pontuações, acima desse patamar, na avaliação de Robert
Parker, especialista norte-americano de renome mundial.

Ambos criações de Filipa Pato, o Nossa Calcário Tinto, safra 2011, mereceu a
nota 93, enquanto o Nossa Branco, safra 2013, recebeu 91 pontos. Já o V Puro
Outrora Classico, da Caves Messias, elaborado por João Soares, teve três
safras analisadas – 2009, 2010 e 2011 –, que obtiveram as respectivas
avaliações 90, 91 e 92. Os vinhos dessa faixa de pontuação são considerados
por Parker como “excelentes, de ótima complexidade e caráter”.

O Nossa Calcário Tinto vem da região portuguesa da Bairrada. Produzido
exclusivamente com uvas Baga, possui teor alcoólico de 13% e seu preço final
ao consumidor fica na faixa de R$ 248,00.

Também oriundo da Bairrada, o Nossa Branco é feito com uvas Bical e Maria
Gomes. Alcançando 12,5% de concentração de álcool, ele apresenta cor amarelo
palha; aromas de de frutas cítricas e tropicais e notas minerais. Seco e com
boa acidez, harmoniza bem com peixe, vitela ao forno, galinha caipira e
queijo curado. Seu valor médio é de R$ 205,00.

Igualmente proveniente da Bairrada, o V Puro Outrora Classico D.O.C Bairrada
é elaborado com 100% de uvas Baga, atingindo 13,5% de teor alcoólico. Sua
cor vermelho púrpura intenso é acompanhada de aromas minerais, florais e de
especiarias. Ao paladar, ele se revela muito elegante, com acidez e
estrutura marcantes, combinando com pratos como leitão, carnes de caça e
molhos complexos. Este vinho custa em torno de R$ 360,00.

Distribuídos no Brasil com exclusividade pelas importadoras Porto a Porto
e Casa Flora, os vinhos de Filipa Pato e da Caves Messias podem ser encontrados nas gôndolas de grandes supermercados, em delicatessens e lojas especializadas.

Outrora Classico

Gostou? Deixe um comentário: