TASTING | Graves versão rouge

Graves, ao Sul de Bordeaux, na França, já foi um terroir mais conhecido por seus vinhos brancos complexos, nascidos de solos pedregosos. De algum tempo para cá, coincidentemente (ou não) após a descoberta do Paradoxo Francês, no início da década de 1990 (que revelou as propriedades benéficas dos vinhos tintos para o coração), a produção de “rouges” superou em volume a de brancos em Graves. Este  Château de Carolle 2009, premiado no Concurso de Bordeaux 2010, é um assemblage clássico bordalês. Elegante no nariz e intenso em boca, seus aromas aludem à frutas secas, e notas de café e figos cristalizados persistem no palato por longo tempo. Vinho com notável potencial de envelhecimento, já pode ser bebido, mas ainda é bastante jovem. Deve evoluir na garrafa pelos próximos cinco anos pelo menos.

Onde comprar:
www.aubonvivant.com.br
www.canardore.com.br

Gostou? Deixe um comentário: