TASTING | Tinto francês com quatro séculos de tradição

Sub-região de Bordeaux, na França, Graves deu ao mundo mais vinhos brancos respeitados do que tintos. Nas últimas décadas, porém, a hegemonia dos brancos foi suplantada pela dos tintos em Graves (consequência, talvez, do Paradoxo Francês, que estimulou o consumo de tintos como “remédio” para o coração?). Uma pena, porque os brancos deste abençoado terroir – composto por solos à base de cascalho – são nitidamente superiores aos tintos. O que não significa que seus encorpados assemblages (Cabernet Sauvignon+Merlot+Cabernet Franc) não sejam também vinhos elegantes, complexos e suculentos. É o caso deste Château Roquetaillade La Grange, elaborado pela família Guignard, que há mais de quatro séculos faz vinhos. Com cinco anos de garrafa e 13% de álcool, ainda está jovem, com taninos impetuosos, repleto de frutas negras, e ótimo potencial de guarda. Importação: Vinho e Ponto. R$ 170.

Gostou? Deixe um comentário: