VIAGENS | A terra dos vinhos brancos

Estrasburgo, no leste da França, é chamada de “encruzilhada da Europa”. A Capital da Alsácia está entre Paris e Praga é uma excelente cidade para unir história, vinho e gastronomia. Este pedaço de terra que foi disputado pela Alemanha e a França, até o fim da segunda Guerra, tem uma cultura singular com características destes dois povos.

Leia também:
VIAGENS | Faça uma viagem enogastronômica pelos rios da Europa

Uma das atrações mais tradicionais é a Cathédrale de Notre-Dame, que já foi considerada a mais alta do mundo. Seus três portais estão ornamentados com estátuas, e é possível ver a cidade do alto da plataforma de observação. Outro ponto turístico é o Palais des Rohan. Construído entre 1728 e 1741 e teve moradores ilustres como Luiz XV, Maria Antonietta e Napoleão Bonaparte. O palácio abriga três museus: de belas artes, arqueológico e de artes decorativas. Este último é famoso pelos apartamentos oficiais e por manter uma das melhores coleções de cerâmicas da França.

Para os apaixonados por vinhos, a região é uma das melhores para encontrar a famosa Riesling, uva que particularmente aprecio muito e que é pouco conhecida por nós brasileiros. Outra variedade é a Gewürztraminer, uva tipicamente alsaciana. Também são encontradas na região Pinot NoirPinot Blanc e Moscatel.

Você poderá seguir seu passeio pela Rota do Vinho e conhecer cidades históricas, com ruas de pedra, medievais e fontes renascentistas. Adegas oferecem o choucroute garnie, prato típico da Alsácia, além de vinhos brancos florais. São 180 quilômetros de Marlenheim aThann, passando pelos melhores vinhedos da região.

Convido você a visitar esta região e provar da culinária e dos vinhos que vão impressionar seu paladar e despertar gostos e sabores desconhecidos pela maioria de nós brasileiros. Sei que vão se impressionar.

Karina de O Noçais (Karina.nocais@yahoo.com.br), professora de Francês, sommelier, guia turística (França), nascida em Santos, moradora da cidade de São Paulo.

banner-rubiatur
  • Cathédrale de Notre-Dame

Gostou? Deixe um comentário: