VIAGENS | Uma viagem no tempo em um baile imperial

Vale dos Vinhedos

Confesso que ficamos nos perguntando: em que categoria vamos postar esse texto? Vinhos? Gastronomia? Cultura? Viagens? Afinal, ele vai falar de tudo isso! Na dúvida, postamos em todas – e você já vai saber por quê.

É inacreditável o número de brasileiros, e mesmo de gaúchos, que ainda não conhecem o Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. Muita gente nem sabe bem do que se trata! Vou resumir com um clichê: é um pedacinho do interior da Itália dentro do Rio Grande do Sul.  E é mesmo! Foi em lugares como esse que os primeiros imigrantes italianos chegaram no Brasil há 140 anos, trazendo na bagagem mudas de uvas, que virariam imensos parreirais.

Os parreirais do Vale dos Vinhedos (fotos: As Boas Coisas da Vida)

Os parreirais do Vale dos Vinhedos (fotos: As Boas Coisas da Vida)

Pela beleza do vale e dos parreirais e pelas delícias que a região produz, em vinhos e pratos típicos italianos, o Vale dos Vinhedos rende um post só pra ele. Aliás, um não, vários! Mas hoje vamos falar de um pedacinho específico (e encantador) dele.

Vista do Hotel e Spa do Vinho

Às margens da RS 444, estrada que liga Bento Gonçalves à pequena Monte Belo do Sul, fica o Hotel e Spa do Vinho. E nem precisa de referências para encontrá-lo: sua estrutura é imponente! São 128 quartos,  spa, loja, restaurante, salão de eventos… tudo isso em meio aos parreiras que caracterizam à região.  Dentro dele, é puro luxo! Olha só:

Recepção, com biblioteca, ao fundo

Recepção com biblioteca, ao fundo

O conforto, a alta gastronomia, os parreirais e os vinhos ali produzidos já valeriam a visita. Mas quem se hospeda ali no feriadão da Independência pode curtir ainda mais!  É que, há sete anos, o hotel organiza um evento inspirado nos antigos bailes da corte portuguesa, da época do império: é o Baile Imperial. E o hotel todo entra no clima!

Recepção no estilo imperial

Recepção no estilo imperial

Desde o check in, todos os atendentes vestem roupas típicas, da época do império. A sócia-diretora do Hotel e Spa do Vinho, Deborah Villas-Bôas Dadalt, nos contou que, muito além dos trajes, os atendentes se preparam para o baile durante o ano todo, fazendo aulas de artes no tempo livre deles. Até porque a noite inclui teatro, dança, cinema e música, com orquestra e solistas. Entre cada prato (são muitos!) e durante toda noite, artistas e funcionários do hotel se revezam no palco.

Entre cada prato, uma dose de cultura

Entre cada prato, uma dose de cultura

Quem também entra no clima imperial são os chefs! Felipe Pinelli e Evandro Comiotto prepararam um verdadeiro banquete, com cinco pratos inspirados no período do império. Cada um deles harmonizado com um vinho da região. Já que uma imagem vale mais do que mil palavras, nem vou tentar descrever essa experiência. Veja você mesmo:

Primeira entrada: Tillapini e vinagre de grãos

Primeira entrada: Tillapini e vinagre de grãos

Espumante Pizzato Brut Rosé 2014 D.O.V.V

Harmonização: Espumante Pizzato Brut Rosé 2014 D.O.V.V

Segunda entrada: bacalhau harmonizado com vinho Lídio Carraro Dádivas Chardonnay 2013

Primeiro prato: Faisão com cogumelos frescos

Primeiro prato: Faisão com cogumelos frescos

Harmonização: Reserva Almaúnica Sirah

Harmonização: Reserva Almaúnica Sirah

Antes de seguir viagem por este banquete, uma pausa para explicar o que aquela máscara faz ali na foto. Ao entrar no baile, cada convidado recebia uma máscara como esta, feita pela Casa das Máscaras, de Gramado. E olha que bacana que fica, todo mundo usando:

O desfile de máscaras do Baile Imperial

O desfile de máscaras do Baile Imperial

Voltando ao banquete, o prato principal foi acompanhado do Merlot VE 2011, lançado no baile. É uma “co-produção” do Hotel e Spa do Vinho com a Vinícola Miolo. O vinho vai ser vendido apenas no hotel, ao custo de R$ 170 a garrafa.

Merlot VE 2011, lançamento do Baile Imperial

Prato principal: cordeiro com manjar de aboborazinha

Prato principal: cordeiro com manjar de aboborazinha

Já se deu por satisfeito? Eu não! Ainda fui pra mesa de doces e pro café:

 

Mesa de doces portugueses

Mesa de doces portugueses

Vai um café?

Vai um café pra acompanhar?

Depois disso tudo, um spa ia bem, né? Pois, o spa do hotel está sendo ampliado! E, assim que a reforma for concluída, todo hóspede que se hospedar no hotel, terá direito a acessar o spa, com suas saunas e piscinas – nos adiantou a Deborah Villas-Bôas Dadalt, sócia-proprietária do complexo.

Após essa experiência gastronômica, regada a bons vinhos e a muitas doses de cultura, só nos resta pegar a estrada pra casa… Não sem antes tomar um café da manhã, com essa vista, já planejando voltar!

A gente não sabe se olha o que come ou pra janela!

A gente não sabe se olha o que come ou pra janela!

 

 

  • Baile Imperial
  • Baile Imperial
  • Hotel e Spa do Vinho
  • Hotel e Spa do Vinho
  • Hotel e Spa do Vinho
  • Hotel e Spa do Vinho
  • Café da manhã à francesa
  • Café da manhã à francesa

Gostou? Deixe um comentário: