VINHOS | Cinco vinhos brasileiros para presentear seu pai

Depois da nossa lista de vinhos importados para dar de presente ou harmonizar no almoço do Dia dos Pais, chegou a vez dos vinhos brasileiros. Com o crescimento da produção no País, o produto nacional tem se destacado pela qualidade, principalmente dos espumantes. A enóloga Maria Amélia Duarte Flores, dona da Vinho & Arte, loja de vinhos de Porto Alegre, é uma apaixonada por vinhos brasileiros e nos ajudou a selecionar rótulos com bom custo benefício. Anote aí!

Para deixar a data ainda mais especial, que tal um champagne brasileiro? Isso mesmo! A vinícola Peterlongo, de Garibaldi, é a única no mundo, fora da região francesa da Champagne, autorizada a usar a palavra “Champagne” em seus rótulos.  Já são 100 anos produzindo a bebida. A enóloga Maria Amélia sugere o Peterlongo Elegance Champagne Brut . “De longa maturação (tempo de fermentação na garrafa), é um espumante de perlage (bolhas) rico, notas de tostado e toques de baunilha”. A dica é serví-lo no happy hour, acompanhando patês, queijos e frios. Preço sugerido: R$ 85,00.

Da Campanha Gaúcha vem este branco. O Luar do Pampa Gewurztraminer, produzido pela Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, tem uma produção bem limitada. É indicado para quem quer um vinho delicado. “A Gewurz é uma uva típica da Alemanha e norte da França, combina tanto com carnes como porco e peixes, como saladas e pizzas de molhos leves”, explica Maria Amélia. Preço sugerido: R$ 37,50.

Seu pai gosta de rosé? Então a dica é este Villa Francioni Rosé, produzido na região mais fria do País, a Serra Catarinense. Segundo a enóloga, é um presente que vale pelo conjunto “vinho, embalagem, conceito”. “O perfume é intenso, tem toques de flores e frutas maduras, já que surge de um assemblage (mistura) de oito uvas”. Combina bem com peixes e comida japonesa. Este vinho foi o rosé escolhido pela cantora Madonna em viagem ao Brasil, em 2009. Preço sugerido: R$ 65,00.

Do rosé para os tintos. Já experimentou um vinho feito com uvas Cabernet Franc? Famosa na década de 80, esta casta volta agora como tendência. A vinícola Peruzzo, de Bagé, na Campanha Gaúcha, produz este surpreendente rótulo.  “O enólogo Adolfo Lona conseguiu demonstrar todo o potencial da Cabernet Franc neste vinho”, conta Maria Amélia.  De acordo com a enóloga, este vinho tem notas animais, couro e especiarias, aromas típicos deste tipo de uva. Se você gosta de uma boa carne este vinho combina bem com um churrasco. Preço sugerido: R$ 45,00.

Também da Campanha Gaúcha, a vinícola Routhier & Darricarrére faz uma brincadeira com seu ReD Cabernet/Merlot – “Se beber vá de carona”. “Além da rotulagem, que é fantástica (alusiva a uma kombi), o vinho é fácil de beber, perfumado, lembrando a frutas, toques de ervas e acidez muito equilibrada”, revela Maria Amélia. É um tinto para compartilhar com amigos, combinando bem com pizzas e massas. Preço sugerido: R$ 27,50.

Já escolheu o rótulo que vai dar de presente para seu pai? Não esquece de contar para gente como foi a experiência.

Lilian Lima
lilianlima@asboascoisasdavida.com.br 

Gostou? Deixe um comentário: